O Muro, uma Graphic Novel underground

Por Alexandre Melo, do Recife

Quando recebemos O Muro da Editora Nemo, não imaginei que o tema abordado fosse tão impactante, e realmente me surpreendi com a edição. Primeiro pelo traço do artista responsável pela arte sequencial, Pierre Bailly, com linhas fortes que demonstram a profundidade que será abordada a história criada por Céline Fraipont, (realmente o livro ficou bem bonito) e segundo pelo nível de reflexão gerado após a leitura, onde trata-se de temas como solidão, drogas e álcool.


O Muro é uma Graphic Novel belga bem underground, onde temos o enredo que conta a história de Rosie, uma adolescente dos anos 1980, que vive com o pai, que é divorciado (e é bastante ausente) ou seja, ela está praticamente sozinha o dia inteiro, tem 13 anos, ansiosa pela primeira menstruação, e devota de sua unica amiga desde a infância, Nath. Rosie tem muitos problemas psicológicos, e encontra no álcool e no haxixi, refugio aos seus medos e traumas. Seus vícios a fazem perder a amiga, que é afastada pelos pais da menina por suas condutas. Tudo fica pior quando começa a mentir na escola, lhe restando apenas o namorado, um pequeno traficante viciado em música que ao mesmo tempo que a ajuda a ser auto-confiante, a encaminha cada vez mais ao sub-mundo. 


Mais uma vez a Nemo traz ao público brasileiro uma HQ de tema pesado mas que é abortada de maneira formidável. Uma história que pode chocar, mas que proporciona grandes reflexões sobre como a solidão e a ausência de afeto familiar podem ser prejudicial na formação da juventude.

  • Gostou?  COMPRE AQUI O Muro na Amazon e ajude nosso site a crescer.


Recebemos essa cortesia em troca de uma opinião sincera. Muito obrigado Editora:


Tecnologia do Blogger.