Escândalos na Primavera

Por Jaci Pandora, do Recife.

Uma das séries mais queridas e gostosas de acompanhar ao longo de 2016 foi "As Quatro Estações do Amor" na qual conhecemos a trajetória de quatro amigas que por diferentes rações precisam contrair matrimonio o mais rápido  possível. As autodenominadas Flores Secas, Annabelle Peyton, Lillian e Evie foram respectivamente ao longo dos livros "Segredos de uma noite de Verão", "Era uma vez no Outono" e "Pecados no Inverno" encontrando o amor de suas vidas e uma relação terna sobrou apenas a Dayse Bowman, a mais romântica do quarteto e é justamente a história dela que vamos conhecer em "Escândalos na Primavera".


De todas as Flores Secas, Dayse foi a garota com a qual mais me identifiquei. Ela é romântica, nada dada a respostas fáceis para questões difíceis e completamente apaixonada pela leitura. Aliás, o amor dela pela leitura faz com que constantemente seja alvo de criticas de seu pai, uma situação corriqueira na minha vida.

Amo meu pai e ele me ama também, mas pense em uma pessoa que não perde a oportunidade de me alfinetar quando me vê com um livro aberto, é ele. -  ou seja, quase sempre -  Dada a minha identificação com Dayse foi maravilhoso acompanhar o desenrolar de seu romance com o inimaginável Mathew Swift, mesmo que esta tenha começado por imposição do pai dela que decide arranjar ele mesmo um casamento para a filha.


A principio até antipatizei com a ideia desse casamento arranjado e pensei que a Lisa ia resolver isso de outra forma, no entanto, logo nós descobrimos o quanto Mathew é querido e nutre em silêncio um amor profundo e antigo pela Dayse e assim fica bem difícil não torcer por ele ou se ver encantada por esse homem prático, trabalhador e cheio de recursos para oferecer a nossa heroína como a possibilidade de continuar sendo uma sonhadora pela vida a fora.

Além do desenrolar do relacionamento de Dayse com o Mathew um ponto forte do livro foi a homenagem que a Lisa fez aos romances de folhetim cheios de aventuras, dramas e reviravoltas emocionantes típicos do século XIX, uma época na qual os romances eram publicados capítulo a capítulo nos jornais da cidade e para prender a atenção dos leitores e leitoras fazia-se necessário todo tipo de recurso ligado ao suspense, como nas novelas de hoje.

Homenageando o estilo de romance do século XIX, "Escândalos na Primavera" tem um protagonista com um segredo misterioso, os personagens sofrem emboscadas no meio da floresta e em rios caudalosos, nos últimos capítulos tem aquela pitada de suspense feito para deixa o coração de quem lê na mão e confesso, em dado momento, na duvida entre sorrir e chorar eu fiz os dois.


Esse livro foi um encerramento maravilhoso para uma serie maravilhosa. Já estou sentindo falta da serenidade da Annabelle, da personalidade alegre e vibrante da Lillian, da força moral da Evie e da doçura da Dayse. Possivelmente, logo logo estarei relendo os quatro livros e voltando a sonhar com homens resilientes como Simon Hunter, conscienciosos como Marcus Marsden, o Lorde Westcliff, apaixonados como Sebastian St. Vincent e apaixonados como Mathew.

Compre AQUI sua edição e ajude o site a crescer.


Tecnologia do Blogger.