4 Romances de Época Arqueiro para ler em 2017

Por Jaci Pandora, do Recife
Jean-Marc Nattier - Princess Anne-Henriette of France

O ano de 2016 foi aquele ano difícil, cheio de armadilhas e muitos "7x1", mas no meio desse caos, para evitar os surtos e nos alegrar, houve os maravilhosos romances históricos lançados pela Editora Arqueiro. Dezenas de vezes me vi, em plena hora do almoço, viajando pela Inglaterra do inicio do século XIX e suspirando, e essas viagens e suspiros sem duvidas se tornaram fundamentais a minha vida.

Por isso, para celebrar e homenagear a benção que esses romances representaram no meu ano, decidi fazer um top 4 melhores do ano para quem sabe te inspirar a ler em 2017, vamos a eles:


Um beijo inesquecível de Julia Quinn

O vol. 7 da aclamada série Os Bridgertons, conta a história da representante mais nova da família, a Hyacinth com Gareth St. Clair, neto de ninguém menos que Lady Danbury, uma senhora dotada de uma língua afiada e muita perspicácia cujas aparições são sempre maravilhosas. O casal protagonizam situações impagáveis, regadas por chá inglês e excelentes diálogos. “Um beijo inesquecível” é Julia Quinn no melhor estilho Julia Quinn, ou seja, um livro feito para divertir e suspirar.

Resenha dele aqui



Nove Regras a Ignorar Antes de Se Apaixonar

O livro Nove Regras a Ignorar Antes de Se Apaixonar, vol. 1 da trilogia Os Números do Amor da Sarah MacLean não é apenas um dos melhores livros do ano ou entre os históricos, ele é um dos melhores da vida. Nele nós conhecemos a história de Callie Hartwell, uma mulher que sonha com Gabriel St. John, o marquês de Ralston, um notável libertino. Seus sonhos são irrealizáveis até o dia no qual ela decide tomar seu destino em suas mãos, desafiar as regras arbitrarias do século XIX e ir atrás de seus desejos. A forma como o relacionamento entre Callie e Gabriel se desenha é cheia de humor, paixão, quebra de tabus e sensibilidades. Eu já li esse livro duas vezes e só porque parei para escrever sobre ele novamente fico com vontade de ler a terceira.

Resenha dele aqui


Sedução de Seda

O vol. 1 da série As Modistas, pela Loretta Chase, nos apresenta o trio de irmãs Noirots (Marcelline, Sophia e Leonie), últimas representantes de uma família de notáveis trapaceiros que decidem seguir um rumo diferente dos seus ancestrais: elas trabalham para ganhar a vida. Nesse volume nós conhecemos a história da mais velha das irmãs, a inteligente, determinada ambiciosa, manipuladora e talentosa Marcelline. Dona de um atelier de alta costura ela é aquele tipo de mulher que sempre quer mais, portanto quando é anunciado o casamento da lady Clara com o Duque de Clevedon, ela decide ser a responsável pela construção do enxoval da noiva e da inicio a uma aventura que vai transformar sua vida e da do duque. A forma como o romance entre Marcelline e o Clevedon é construída é de embalar o coração da leitora. Desamparo, persistência e humor se misturam de um jeito tal que as vezes me vi gargalhando e as vezes chorando. 

Resenha dele aqui


Ligeiramente Pecaminosos

O 5º vol. da série Os Bedwyns, foi o livro mais esperado do ano para mim, pois comecei essa série pelo vol. 4, Ligeiramente Seduzidos, e enquanto lia os outros volumes da série era consumida pelo desejo de saber o que havia acontecido com Alleyne após seu sumiço durante a Batalha de Waterloo. Aqui encontramos Alleyne destituído de quase tudo que caracteriza um Bedwyn, depois de ser ferido na batalha, quem o salva é a orgulhosa Raquel York, uma jovem lady órfã cujas únicas amigas são prostitutas. Apesar de estar em estado de fragilidade social, Raquel e suas amigas cuidam bem do Alleyne, constroem pouco a pouco um laço afetivo e no caso de Raquel um laço sensual que é fortalecido ainda mais quando o Alleyne descobre que pode ajudar suas novas amigas a solucionar seus problemas financeiros. Esse foi um dos romances mais doces e emocionantes da série Os Bedwyns e do ano também. Parabéns Mary Balogh!

Resenha dele aqui

Tecnologia do Blogger.