Martin Claret divulga sua edição de Memória da Casa dos Mortos

Mais um lançamento clássico do Fiódor Dostoiévski no Brasil. Desta vez, a Editora Martin Claret trouxe para seu catálogo Memória da Casa dos Mortos, em tradução direta do russo por Oleg Almeida. Segue imagens da edição, que virá em capa dura, divulgadas na fanpage da editora:
Fonte: Fanpage Editora Martin Claret

Aqui a sinopse oficial do livro: 
Em 1849 Fiódor Dostoiévski vivenciou uma catástrofe pessoal: detido por motivos políticos, foi condenado a trabalhos forçados e perdeu seus direitos civis. Ficou recluso na chamada Casa dos mortos, presídio siberiano onde eram mantidos os criminosos mais temíveis da Rússia, e lá conheceu a degradação humana em todas as suas nuanças horripilantes. Em 1860, quando ia retomar a carreira literária ao término de sua pena, essas trágicas experiências inspiraram-lhe uma verdadeira obra-prima: "Memórias da Casa dos Mortos". Estabelecendo neste livro um sutil paralelo entre a sua história íntima e a de tantas outras vítimas da cadeia russa, Dostoiévski inaugurou uma longa e caudalosa corrente de "memórias do cárcere" cujos representantes até hoje são direta ou indiretamente influenciados por ele.

Fonte: Fanpage Editora Martin Claret


O livro já pode ser encontrado nas principais livrarias físicas e on-line.

Tecnologia do Blogger.