A Garota Sem Passado, do Michael Kardos

Michael Kardos nos envolve em uma atmosfera de investigações e segredos no seu mais novo suspense policial publicado pela Editora Arqueiro. Confira o que achamos do livro A Garota Sem Passado.

Por Alexandre Melo, de Recife

A garota sem passado (Arqueiro, 2016, 304 pgs) é um livro policial assinado pelo Michael Kardos. O enredo é interessante, trata-se de uma narrativa não-lienar, onde acompanhamos a história de Ramsey Miller e de sua filha, a Melanie Denison. Após uma grande festa em sua casa, no ano de 1991, Ramsey é acusado de assassinar sua esposa, Allie e sua filha Meg, mas permanece foragido por anos. Contudo, descobrimos que a pequena Meg não foi morta, e vive reclusa em outra cidade, aos cuidados do tio Wayne e a mulher Kendra, sem que o mundo saiba que permanece viva, principalmente por medo de que seu pai a encontre para terminar o serviço. Meg agora assumiu o nome de Melanie e apesar de tentar levar uma vida normal - agora aos 17 anos - sente-se presa por não poder se expor, e seguir a carreira de jornalista na universidade, como sonha. Há também um outro agravante: Melanie está grávida. Tentando se livrar desse peso da dúvida, e ganhar sua liberdade ela decide então desvendar o mistério que envolve a morte de sua mãe e o paradeiro de seu pai. 


Kardos tece a história alternando entre narradores. Hora acompanhamos o blog do jornalista aposentado Arthur Goodale, hora somos levados ao ano de 1991 por Ramsey, ou então vamos para 2006 acompanhando Melanie. A história é um quebra-cabeças que vai sendo montado durante nossa leitura. Confesso que o inicio do livro não foi tão empolgante como imaginei, mas a persistência na leitura nos recompensou, e tivemos um clímax e desfecho interessantes, apesar da justificativa do crime ter se mostrado um pouco aquém do que imaginávamos, temos uma história redonda, com inicio, meio, explicações, e fim. O texto é leve, não há muitas palavras de baixo calão, nem cenas sanguinárias ao ponto de embrulhar o estomago. É um bom livro pra você levar na bolsa ou mochila e ler por aí em um tempo livre.


Em relação ao material da edição que recebemos, conta com uma arte de capa interessante, onde figura a protagonista sombreada, com cores frias. A diagramação do texto é boa, e o papel é de coloração amarelada, como a maioria dos leitores prefere.


Recomendo A Garota sem Passado para os amantes de literatura policial, e histórias de crimes e investigação. Tente decifrar o enigma e descubra o que realmente aconteceu no fatídico domingo de setembro em 1991. Ramsey Miller é culpado? Já leu? conta aí pra gente nos comentários o que achou. Abraços!


Tecnologia do Blogger.