A Batalha do Avaí: um passeio fotográfico por dentro da edição

Recebemos da nossa parceira Editora Arqueiro/Sextante uma obra belíssima, de uma pesquisa histórica e iconográfica, assinada pela conceituada historiadora Lilia Moritz Schwarcz, de título A Batalha do Avaí, onde a pesquisadora esmiúça a gigantesca pintura de 50 metros, de autoria do artista Pedro Américo, onde retrata-se um dos mais controversos eventos da história do Brasil, a Guerra do Paraguai. A cena retrata uma das últimas batalhas, ocorrida em 1868. Já tive o prazer de visitar a pintura no Museu Nacional de Belas-Artes no Rio de Janeiro, e posso dizer que o quadro é  realmente surpreendente.

Bem, o tema do livro é extremamente complexo para falar em um breve post, por isso, decidi portanto apresentar o material e o acabamento da edição (que é fantástico, diga-se de passagem) por meio de imagens, uma espécie de "resenha fotográfica" e assim tirar dúvidas dos interessados em adquirir o livro.


Logo ao abrir a obra, nos deparamos com uma sobrecapa, que protege o encadernado. Como de costume, a sobrecapa é muito mais bonita que a capa verdadeira.


A obra tem 170 páginas grandes, em papel envernizado e capa dura, conta com uma sobrecapa bonita, que pode ser vista na primeira imagem acima, a folha de guarda conta com um mapa em sépia retratando a fronteira Brasil-Paraguai.


O texto é  bem espaçado, e perfeitamente diagramado. Destaque para os tons de cores usados nas fontes. 



Ainda falando da diagramação, é bem interessante a maneira em que as imagens são distribuídas nas páginas, dividindo espaço com textos. São closes do quadro mesclados ao conteúdo da pesquisa de Lilia Schwarcz. Na imagem acima um exemplo da qualidade das reproduções contidas nesse livro.


Existem também em algumas páginas da publicação imagens maiores, que preenchem os dois lados do papel. Realmente é de encher os olhos.


O livro conta, além da pesquisa histórica principal, com um caderno de imagens, onde são reproduzidas em alta qualidade, detalhes da pintura da Batalha do Avaí, onde o leitor poderá analisar detalhes que no geral parecem imperceptíveis. As medidas do livro também ajudam, pois somos servidos com um amplo espaço para que as imagens sejam contempladas de maneira agradável.




Interessante como a arte pode transformar momentos de barbárie, como os retratados por Pedro Américo, em algo belo de se ver. A riqueza de detalhes é verdadeiramente surpreendente.


Aqui mais um exemplo da diagramação da obra.


O livro é grande, e para exemplificar, veja o comparativo de seu tamanho com o de um livro de medidas comuns.


Foto da autora e breve biografia na orelha da sobrecapa.



Sim, A Batalha do Avaí é um livro que merece um lugar na sua estante, seja você um historiador, ou apenas um leitor interessado pela história nacional. Além de ser fruto de uma pesquisa rica, o livro é lindo, e servirá como referencia sempre que tiveres alguma dúvida acerca do tema Guerra do Paraguai. Se é um professor ou professora, seus alunos vão adorar folhear esse livro com você.



Compre seu exemplar aqui.
Este livro foi gentilmente cedido pela nossa parceira, Editora Sextante/Arqueiro


Tecnologia do Blogger.