As Estranhas e Belas Mágoas de Ava Lavender

Por Alexandre Melo, do Recife

Quando comecei a ler As Estranhas e Belas Mágoas de Ava Lavender, confesso que não esperava tantas surpresas, contudo fiquei boquiaberto com a forma que, em um único enredo a jovem autora Leslye Walton conseguiu sintetizar a trajetória de gerações de famílias, que apesar de distantes cronologicamente falando, se tocam em diversos pontos da trama. Isso é fabuloso e merece aplausos.
A obra foi publicada pela Editora Novo Conceito, apesar de eu ter lido em versão digital, a capa traz uma arte muito bonita, que remete a uma pluma e uma mistura de tons de azul, amarelo e vermelho que eu achei de muito bom gosto. Dentro do livro, encontramos a árvore genealógica da protagonista em uma ilustração interessante.

Ava é uma menina da família Roux, que inusitadamente nasce com asas, e apesar disto ser um fato interesante, a narrativa não se resume a vida de Ava, pois, até chegarmos a sua história, percorreremos e conheceremos as historias dos Roux que antecederam-na, e isso desde a imigração de seus avós da França até os EUA. Nesse caminho, conheceremos as suas magoas e a desventurada sorte que os persegue. 


Como falei, a autora teve uma ideia brilhante, contudo ao se atrever a narrar uma história tão longa, deve-se  tomar muito cuidado e em momentos ela se perdeu em descrições exaustivas, que de certa forma dão um ritmo desnecessariamente lento à fluidez que se  precisa ter. (A história poderia ser menos descritiva em determinados pontos.) De toda forma, acredito ser essa a única cítica que tenho ao livro, e não ofusca tanto o sabor da leitura.
O mais interessante em  As Estranhas e Belas Mágoas de Ava Lavender foi a multiplicidade contida nas historias de vida que afloram aos olhos do leitor. É como se fossemos imortais, acompanhando gerações de pessoas, vidas inteiras, experiencias diferentes, a vida, a morte, a vida novamente... todas unidas por um fio invisível de efemeridades. As asas de Ava são só um detalhe, pode ter certeza, se você desejar ler esse livro, pouco se importará que a menina tem asas - as vezes até esquecera desse detalhe -  Tua curiosidade será muito mais sobre o  mistério que envolve o ciclo da vida humano.




Tecnologia do Blogger.