Uma história cheia de teias - A Blogagem Coletiva


Esta foi minha primeira HQ do Homem Aranha (1996)
eu adorava as historias que envolviam o simbionte Venom
Quando Jacilene Pandora  me propôs a escrever sobre um herói da minha infância, quem poderia vir a  mente primeiro? Claro que o aracnídeo mais querido do universo dos super heróis! o Homem-Aranha!! (HA) Nesta minha primeira Blogagem Coletiva, vou contar como aconteceram os primeiros contatos com este personagem criado  em mil novecentos e bolinha durante a década de 1960 por Stan Lee, o velho gênio dos quadrinhos, que faz questão de aparecer em todos os filmes da Marvel, (se você não percebeu, procure-o, sim ele está em todos!). Homem-Aranha...  quem é este cara?? A história, todos devem conhecer por meio do cinema, e é bem parecida nos HQ: Peter Parker, e um nerd jovem criado pelos tios, que ao ser mordido por uma aranha radioativa ganha poderes como escalar paredes, um sentido de perigo, e força sobre-humana. (Não, ele não lança teias naturalmente, como nos filmes de Tobey, ele cria as teias químicas em laboratório e dispara por meio de um dispositivo em seus pulsos) O legal deste herói é que  apesar de ter poderes, ele é bem humano, tem problemas sentimentais, cries de identidade, e um ótimo senso de humor. Enfim, desde 1996, quando tive meus primeiros contatos com as HQs do HA, eu ainda estudante do fundamental, tinha 12 anos, e era meu primeiro contato com quadrinhos mais sérios (eu lia Turma da Mônica) tá bem,  eu não era um comprador assíduo das HQs, não tinha renda, era apenas um menino que juntava moedinhas para comprar uma edição entre várias que saiam. (além de tudo, tive a sorte que o jornaleiro era eu chapa, e me aturava, eu ia quase todos os dias à banca de revistas  e ficava lá olhado... comprar que é bom: nada! kkk) contudo  as que eu pude adquirir, as tenho até hoje, e por conta desta blogagem, desempacotei os velhos gibis empoeirados, para mostrar a vocês:  
Tirando a poeira - Meus HQs do Homem Aranha. + os dois DVDS. Aproveitando o ensejo, forrei a cama
com meu velho cobertor do aracnídeo... tentei deixar bem estilizado
A série animada clássica - saudades
Como deu para perceber, tenho poucas edições, mas entre elas, muitos números da saga do Clone (por muitos odiada), e que me empolgou bastante. Para quem não sabe, Peter Parker deixou de ser o Homem-Aranha por alguns números, cedendo seu lugar para Ben Reilly, o Aranha Escarlate, seu clone... mas isso não vem ao caso agora.Outra curiosidade é que sempre tive uma fascinação pelos personagens Venom e Carnificina, que eram simbiontes alienígena no corpo de Eddie Brock, e de  Cletus Kassady. destes, o primeiro, nós pudemos observar na péssima  produção no filme Homem Aranha 3, da Sony Pictures. 
Meus dois únicos DVDS de filmes do Homem Aranha.
Voltando ao passado... fortaleci o gosto pelo super-herói com a série clássica do Homem -Aranha que passava nas manhãs da Rede Globo, principalmente da de Saga Morbius, o vampiro, que até meu pai acompanhou (lembro como se fosse ontem) era empolgante, e eu gravava nas velhas fitas VHS os episódios! o tempo foi passando e aos poucos fui desapegando dos quadrinhos e de tudo que girava em torno do personagem. Até chegar o tão esperado filme em 2002. Foi uma loucura! todos queriam assistir o Homem-Aranha na tela grande! de repente em nome do capitalismo da arte, Peter Parker, interpretado por Tobey Maguire, estava em alta! lembro de ter ido assistir na primeira semana do filme: sala lotada, não tinha mais lugar e eu fiquei na primeira fila, a tela ficou enorme em minha vista e eu não conseguia ver as bordas do filme! kkkk sai do cinema tonto com os saltos que o HA dava. mas foi sensacional finalmente ver o meu herói da infância em carne e osso, como se realmente existisse!(a tecnologia faz dessas coisas) Na época não tive ressalvas em relação ao filme, pelo contrario, esperei acinosamente pelo segundo (para mim o melhor) Alfred Molina ficou fantástico com Doc. Octopus!
O Novo HA interpretado por Andrew Garfield.

Já era a era do DVD, eu já trabalhava, lembro que paguei uma nota no filme duplo do HA2, no tempo que DVD era muuito caro... (O Roupa Nova já dizia: "Eu compro o que a infância sonhou...") Foi o único filme que adquiri desta trilogia. Somente agora, com o reinicio da franquia, foi que adquiri o "Espetacular Homem-Aranha", filme que apesar da crítica ter detestado (e eu ter engolido minhas palavras)  achei bastante bom, mesmo tendo ficado chateado em não ver o Carnificina no HA4 ) Não leio mais os quadrinhos, (que ficaram muito chatos, diga-se de passagem)  não assisto os novos desenhos, (virtuais e artificiais) apenas o filmes me empolgam ultimamemte. Tempos de ouro que não voltam mais. Enfim, nostalgias a parte, esse foi um breve resumo de como conheci o HA e de como ele marcou minha infância e parte de minha juventude. É sempre bom relembrar os bons tempos... Foi até legal rever meus quadrinhos depois de 17 anos e, como ontem foi o dia nacional dos quadrinhos, nada que combine mais do que esta blogagem. Ah, e antes que alguém pergunte, não vendo minhas HQs do HA, ok? Ainda não consegui seguir o lema da OLX... rsrsrs  Abraços!!
Stan Lee - O criador e sua arte


Tecnologia do Blogger.