Heróis... quem consome?

Os heróis dos quadrinhos para as telonas./Pixabay

Estava eu perambulando na seção de filmes de uma loja quando me deparei com um bluray do 3º filme dos X-Men - O Confronto Final por um preço bastante justo para um filme Bluray neste mercado caríssimo. Então o segurei! Tá bom, eu já assisti o filme, e ele já é velho, mas gosto de ter o disco quando vale a pena. O que aconteceu foi que na fila do caixa me deparei com outro adulto e em suas mãos o DVD do Batman... conversamos sobre heróis e filmes, indicações, etc, ao sair vi um terceiro adulto com o filme dos Vingadores nas mãos... Voltei para casa com indagando: "Afinal, quem é que consome os produtos de heróis nos dias de hoje? Crianças ou adultos?" 

Os heróis, na antiguidade eram seres fantásticos  venerados e acreditados como reais, os de hoje, claro, são todos sabidamente ficção, e produzidos para (além de ganhar dineheiro) despertar a imaginação e transportar-nos a um mundo extraordinário, o mundo das histórias.  Na ocasião, não vi nenhuma criança puxando a calça do pai pedindo para comprar um filme de seu herói na loja de departamentos, pelo contrário, sequer vi criança por lá! Nos fóruns da internet da vida, vejo muita discussão e muito se falando sobre este boom dos filmes de heróis... e sempre voltados para o público jovem/adulto. Claro que crianças também gostam de ver esses fantasiados seres com poderes sobrenaturais, (e não sejamos simplistas, vemos muitas crianças, principalmente no cinema) mas o que me impressiona é como nós jovens/adultos desta época, conseguimos guardar estes ícones fantásticos da nossa infância até os dias de hoje. 



Heróis... quais são os seus?
Desde pequeno sou fã de heróis, quando eu era criança  minha mãe me flagrou algumas vezes com uma toalha amarrada no pescoço, querendo voar...  na adolescência foi a vez dos quadrinhos Homem-Aranha, Wild C.a.t.s e outros... hoje já não leio mais tantas HQs como antigamente, contudo gosto dos filmes de heróis... confesso que os filmes reascenderam aquele sentimento e emoção que as histórias me despertavam... 
Chego a conclusão que heróis são para todas as idades.  O que vale é o sentimento, a identificação com o personagem, e (no caso dos adultos) o saudosismo, a nostalgia que ele representa nas nossas vidas. Certeza que alguém mais velho já curtiu Tex, ou Fantasma, tal como eu curto hoje o Homem de Ferro, Homem-Aranha ou o Wolverine.


Alexandre Melo
Este texto foi escrito em 2013



Tecnologia do Blogger.